Vila Mariana mais segura

Entrada da Inspetoria Regional Vila Mariana da Guarda Civil Metropolitana, na Rua Capitão Maced
Entrada da Inspetoria Regional Vila Mariana da Guarda Civil Metropolitana, na Rua Capitão Maced

Inspetoria Regional da Guarda Civil Metropolitana recebe novas instalações este mês

No ano em que a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo completa seu 30º aniversário, a região da Vila Mariana é presenteada com um importante investimento em sua segurança. Em um esforço conjunto da Subprefeitura da Vila Mariana e do vereador Police Neto, morador do bairro, a Inspetoria Regional da GCM inaugura este mês novas instalações dentro de sua sede, na Rua Capitão Macedo.

A expansão permitirá melhor acomodação de seu efetivo e a criação de um espaço fixo de relacionamento com os munícipes, a fim de estabelecer um contato mais próximo com os moradores da região e desenvolver, em conjunto, uma segurança comunitária mais eficiente para todos. “As novas instalações configuram um investimento no profissional e elevam a autoestima do guarda civil, que passa a contar com uma melhor estrutura para realizar o seu trabalho e atender às necessidades da sociedade”, comemora a Inspetora Sandra, comandante da divisão. 

Uma das unidades mais antigas da GCM, corporação criada em 1986 pelo então prefeito Jânio Quadros, a Inspetoria Regional de Vila Mariana está há 20 anos no local. A divisão conta com 168 homens, que atendem a uma área que vai do Paraíso a São Judas, passando por bairros como Ana Rosa, Moema, Praça da Árvore e Santa Cruz.

Desse efetivo, boa parte participou, com as próprias mãos, da construção e reparos na antiga estrutura de salas e dormitórios da Inspetoria. Após a inauguração, a sede passa a contar com um novo prédio de dois andares e pelo menos quatro novas salas. “Com empenho e rapidez, nossa Coordenadoria de Projetos e Obras conseguiu subir a nova instalação em apenas dois meses. Nossa meta agora é reformar as demais acomodações até setembro, mês do aniversário de 30 anos da Guarda Civil Metropolitana”, afirma João Carlos da Silva Martins, subprefeito da Vila Mariana. 

Para sair do papel, a reforma da Inspetoria Regional de Vila Mariana contou com o apoio do vereador Police Neto, responsável por destinar a emenda para execução da obra. “É a primeira vez que a Subprefeitura e a Câmara dos Vereadores investem em segurança no território, o que é absolutamente inovador. Mas existe ainda uma segunda fase que é a nossa guarda comunitária conduzir o processo de diálogo com as organizações, as associações de bairro, para que todo assunto de segurança tenha um espaço inteligente de integração da informação.

O dia de hoje é um gigantesco marco porque a gente sente que a Guarda Civil da Vila Mariana começa a ter as condições materiais e técnicas pra isso. Com mais informações teremos mais inteligência, com mais inteligência saberemos enfrentar a dura realidade da violência em nossa região, e, portanto, poderemos oferecer mais segurança para o munícipe”, conclui o vereador, durante visita à Inspetoria no começo do mês.

Villa Marianna: Qual a importância da Guarda Civil Metropolitana para a segurança do morador da Vila Mariana?

Police Neto: Nós temos uma Guarda Civil Metropolitana que é referência para outras cidades. Isso se deve ao relacionamento que a corporação desenvolve com os munícipes. No quadro da segurança pública, contamos com a Polícia Militar realizando a ação ostensiva e a Polícia Civil fazendo a ação investigativa, mas quem faz a natureza comunitária de diálogo com o cidadão, de um atendimento mais próximo no dia a dia, de uma formação mais humanitária, é a Guarda Civil Metropolitana.

Nós passamos agora por um momento de crise econômica, em que é natural o aumento da criminalidade, e o morador da Vila Mariana espera ser mais protegido. Estamos em uma região que é muito sensível a isso, por contar com equipamentos públicos e sociais que atraem gente do mundo todo pra cá. Nós temos uma rede hoteleira forte, temos o parque e o complexo esportivo indoor mais importantes da cidade, muitas escolas, muitas universidades, muitos centros de pesquisas. A Vila Mariana abriga um mundo em desenvolvimento e a GCM é a guarda que está preparada para dar suporte a este verdadeiro território do conhecimento.

Villa Marianna: Que tipo de ações com a comunidade serão possíveis com a nova estrutura?

Police Neto: Primeiro a criação de um canal rápido e permanente de diálogo com a população, contando com estrutura apropriada para receber os munícipes e grupos organizados. Com isso, nós podemos evoluir muito na integração das informações que os bairros possuem. Muitas associações têm as suas câmeras de segurança, os seus sistemas de vigilância comunitária. Nosso desafio é fazer com que toda essa informação esteja disponível e seja integrada à rotina da Guarda Civil Metropolitana. Sem dúvida, essa inteligência abastecida por informação vai gerar mais segurança para o morador da Vila Mariana.

Villa Marianna: Quais são as principais atividades exercidas pela Guarda Civil Metropolitana na região?

Inspetora Sandra: Nosso efetivo conta com 168 homens divididos em atividades específicas, como o policiamento de equipamento escolar, patrulhamento motorizado por praças e vias, apoio à Subprefeitura para coibir o comércio irregular, à SPTrans para fiscalização de veículos e à operação Psiu, contra a perturbação do sossego. Por princípio, a Guarda Civil Metropolitana é uma polícia comunitária. Nosso trabalho é interagir com a comunidade, de forma preventiva e orientadora, com foco em uma resolução mais harmônica dos conflitos.

Villa Marianna: Quando o morador da Vila Mariana pode pedir apoio à Guarda Civil Metropolitana?

Inspetora Sandra: No momento de necessidade, em qualquer problema relativo a segurança, o munícipe pode solicitar o apoio da Guarda Civil Metropolitana. Nossas instalações funcionam 24 horas por dia, e os chamados podem ser feitos pelo telefone 153.

Da esquerda para a direita, Subprefeito João Carlos da Silva Martins, Inspetora Sandra Helena de Castro Pimentel, Vereador Police Neto, Subinspetor Cicero Passos, Inspetor de Divisão Marcos Antonio Silva Alves e Subinspetor Antonio Carlos Souza

Da esquerda para a direita, Subprefeito João Carlos da Silva Martins, Inspetora Sandra Helena de Castro Pimentel, Vereador Police Neto, Subinspetor Cicero Passos, Inspetor de Divisão Marcos Antonio Silva Alves e Subinspetor Antonio Carlos Souza

Inspetoria Regional Vila Mariana (IR-VM)
Rua Capitão Macedo, 553
Telefones: 5083-3602, 5539-0897, 5086-0711 e 5081-3358
E-mail: gcmirvm@prefeitura.sp.gov.br