Xiii, Marquinho!

Paulo Bonfá

Quem não se lembra de Seu Gilmar, o caipira bonachão que nunca entendia o que o filho falava e vivia dizendo o bordão: “Xiii, Marquinho!”. Repetido de norte a sul do país?

E do Artur, o filho de Dona Cleide, inseparável companheiro involuntário do bobalhão Júnior, que tinha voz fina e nunca tirava o dedo do nariz. Os dois e mais uma infinidade de personagens são crias de Paulo Bonfá, apresentador do programa Rock Gol. da MTV, e idealizador do Risadaria, que, segundo ele, será o maior festival de humor dos últimos tempos. acontecendo entre os dias 19 e 21 de março na Bienal do Ibirapuera.

Confira a entrevista, saiba um pouco mais do garoto do Colégio Santa Cruz, em São Paulo, que reunia os colegas em casa para gravar fitas k7 e simular programas de rádio e descubra como é importante e gratificante se dedicar ao humor.

1 – Quem é o Paulo Bonfá?

Paulo Bonfá é astronauta, modelo e atriz.

Empresário precoce, fundou a Chupetas Reunidas S/A quando tinha apenas 2 anos de idade. Criou a Paulo Bonfá Ringling Brothers Capillar Consultants, maior consultoria capilar do mundo. E controla, desde 1359, a distribuição e comercialização de pamonhas de Piracicaba.

Ex-combatente do Exército da Salvação, ex-presidente da Associação dos Vendedores de Churros e extintor de incêndio, Paulo Bonfá também milita nas artes marciais: é faixa preta em karatê e faixa azul em queijo parmesão. Foi também recordista mundial de esconde-esconde, ficando 7 anos completamente desaparecido.

Depois de atrapalhar a vida das pessoas no rádio com “Sobrinhos do Ataíde” e na televisão com “MTV Rockgol”, Paulo Bonfá idealizou e resolveu tirar do papel o projeto RISADARIA.

2 – O que é o RISADARIA?

O RISADARIA será o maior festival de humor de todos os tempos. Reunirá praticamente todas as vertentes do humor em um único lugar. Os diversos formatos da linguagem cômica (literatura, cartum, teatro, stand-up, rádio, televisão, cinema, internei) serão expostos conjuntamente, de maneira fluida, interativa e divertida.

O evento, que será realizado entre os dias 19 e 21 de março, na Bienal do Ibirapuera, foi idealizado por mim e está sendo realizado pela agência Infinito Cultural especializada em eventos voltados para a cultura.

RISADARIA é um projeto engraçado, mas muito sério: ele defende a liberdade de expressão e, sem trocadilhos, vai muito além da piada. O RISADARIA foi aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) por objetivar expor a força e a relevância do humor enquanto manifestação artística democrática, abrangente e genuinamente brasileira.

Os curadores do RISADARIA, junto comigo, são Marcelo Tas, Marcelo Madureira, Caco Galhardo, Diogo Portugal e Wellington Nogueira. Este último, fundador da ONG Doutores da Alegria, que é um dos nossos grandes parceiros nesse projeto.

3 – De onde veio a idéia de criar um festival de humor?

Já há 3 anos eu venho querendo viabilizar esta reunião de todos os conteúdos cômicos em seus diferentes formatos, para mostrar às pessoas a força do humor brasileiro.

Como manifestação cultural, nada supera o humor. Por exemplo: eu conheço pessoas que não gostam de futebol e pessoas que não gostam de carnaval… mas eu não conheço ninguém que detesta dar uma gargalhada!

Além disso, o RISADARIA não será simplesmente um festival, será o maior evento de humor do mundo.

4 – Quem vai participar?

É mais fácil perguntar quem não estará lá. Entre shows, debates e exposições, são mais de 60 craques das risadas. Os leitores podem conferir em detalhes pelo www.risadaria.com.br

5 – O que poderemos ver no RISADARIA?

Verão o prédio da Bienal tomado pelo mundo da comédia! Pela primeira vez, em um único lugar, todos os conteúdos que vão fazer você rolar de rir:

HUMOR NA TELEVISÃO Em diversas estações espalhadas pelo salão, uma viagem pelos programas mais engraçados da TV brasileira -para ver e rever à vontade.

HUMOR NO RÁDIO As ondas sonoras mais divertidas de todos os tempos! Em diferentes pontos do evento, é passível parar, sentar e até deitar para curtir as atrações que marcaram época no rádio.

HUMOR NA INTERNET Que tal conhecer portais, sites e blogs que são uma verdadeira piada? Nossos computadores trazem todas as novidades e fazem até o mouse gargalhar com o melhor humor da web.

HUMOR GRÁFICO Charges, caricaturas, tiras,.. Distribuídas por todo o pavilhão, com formatos absolutamente inusitados, as principais obras de nossos grandes desenhistas vão arrancar muitas risadas.

HOMENAGEM A MILLÔR FERNANDES Um gênio do humor escrito e desernhaco, Millôr Fernandes será homenageado pela primeira edição do projeto RISADARIA. Uni inédito painel de 100 m2 mostrará porque o artista do riso é uma referência para todos os humoristas.

HOMENAGEM A CHICO ANYSIO O mestre dos mil disfarces revolucionou o humor televisivo. Chico Anysio, comediante completo, será homenageado na primeira edição do projeto RISADARIA, Pela primeira vez, os figurinos originais de alguns de seus mais de 300 personagens estarão expostos ao público.

DOUTORES DA ALEGRIA No espaço dos Doutores da Alegria é possível conhecer melhor as atividades dos grandes parceiros dos projeto RISADAR1A. Teremos exposição de fotos, check-ups, lojinha e muito mais.

6 – Mudando de assunto, fazer os outros rir é a melhor profissão do mundo? Qual a sensação?

O trabalho dos humoristas é muito gratificante, porque desperta sentimentos positivos nas pessoas. Ainda mais para quem vive em São Paulo, rir é essencial. A acolhida do público sempre foi muito bacana.

Parece que o trabalho é fácil, no entanto ele exige uma dedicação enorme. Para alguém que trabalha ao vivo na TV e no rádio, como eu, torna-se necessário um tremendo auto-controle. Se o pneu do meu carro furou antes de um programa ou eu estou com dor nas costas, não posso nunca deixar a irritação transparecer…

7 – Vamos falar do Rockgol. Como surgiu o programa?

O campeonato entre músicos começou em 1995, de forma tímida, como se fosse um churrasco com uma “pelada” que ia ao ar na MTV. Eu assumi o comando em 1997, e de lá para cá ele se tornou a Copa do Mundo dos artistas.

Já o Rockgol semanal (2as, às 21h00 na MTV), existe desde 2003. Ele começou como uma paródia às tradicionais mesas-redondas futebolísticas da TV. O curioso é que, alguns anos depois, são estes mesmos programas que copiam as boas idéias criadas por nós…

8 – Qual a situação mais inusitada, engraçada e a pior, que já passou no Rockgol, no estúdio e no campo?

São duas. Uma vez eu caída cadeira no ar. Foi um tombaço! Eu joguei um amendoim para o alto e tentei pegar com a boca. Como errei o alvo, derrapei e acabei capotando.

Numa outra vez eu engasguei e não conseguia respirar. O programa ao vivo, minha cara ficando roxa e todo mundo rindo da minha “brincadeira”. A única pessoa que percebeu foi minha mãe. Quando terminou o Rockgol, ela me ligou: “Filho, assisti o programa e vi que você engasgou feio. Está tudo bem agora?”. Mãe é mãe!

9 – Você joga futebol?

Socialmente. Botão, pebolim e videogame incluídos.

10 – Em 2010 o Rockgol estará presente na Copa do Mundo. O que significa para você?

Esta será minha terceira Copa do Mundo, Pela segunda vez, in-loco. Fiz 2002 no Brasil, pelos fusos-horários insanos de Japão/Coreia. E estive na Alemanha em 2006. Aliás, na última Copa fui o brasileiro que viu mais jogos ao vivo nos estádios: foram 16 partidas no total.

Para qualquer profissional que tenha relação com o assunto futebol, a Copa do Mundo é o ápice. Somente estando lá para ver como é! Agora que sediaremos 2014, todas as atenções se voltarão para o Brasil. E eu quero estar no olho deste furacão.

11 – A África é um bom lugar para acontecer o mundial?

Posso responder daqui a alguns meses?! Por enquanto, o risco é grande. Mas pressinto uma grande aposta no “jeitinho”, aquele jogo de cintura ao estilo brasileiro. Vale ficarmos de olho para não repetir os mesmo erros.

12 – O Rockgol é a nova escola da mesa redonda?

É. Basta olhar ao redor e ver o que as outras emissoras estão fazendo hoje. A pegada dos programas esportivos mudou, por nossa causa e pelos anseios dos telespectadores. Vejo coisas que eu fazia 2 ou 3 anos atrás sendo lançadas como novidades…

13 – Para finalizar, o Futebol é uma piada? O Brasil é uma piada? O Galvão Bueno é uma piada? O que não é uma piada mas poderia ser?

Não, não e não. O problema é que — muitas vezes — parece que estão gozando da nossa cara. Por isso a sensação de “piada”. Com os políticos que temos a -concorrência com os humoristas é desleal: melhor rir para não chorar!

14 – Para não perder a piada, o que você está achando de ser a personalidade de capa da edição ’24” da Revista Villa. Marianna?

Uma experiência totalmente excelente! Vou comprar 69 exemplares…