O feriado de Primeiro de Janeiro

Postal Italiano de 1952
Postal Italiano de 1952

O dia primeiro de janeiro também é conhecido como “Dia da Confraternização Universal”, comemorado com feriado em quase todo o mundo. Poucos países, geralmente no Oriente Médio ou na Ásia, não comemoram esse dia. Na noite anterior, 31 de dezembro, as familias e os amigos se reúnem, comemorando a passagem do ano. Muita alegria, muita confraternização, muitos desejos de que o novo ano seja sempre melhor do que o que está sendo encerrado. São tradicionais os votos de paz, de sucesso, de saúde. Há o desejo sincero que o ser humano pudesse viver sem guerras, sem terrorismos, aceitando as diferenças religiosas e étnicas. Infelizmente não é o que vemos ao assistir televisão ou ler os jornais, mas a humanidade não pode esmorecer. Afinal, somos mais de sete bilhões de moradores neste planeta Terra e as projeções apontam que serão dez bilhões no ano de 2050.

Postal Frances 1930

Postal Frances 1930

Em 8 de dezembro de 1968, o papa Paulo VI escreveu uma mensagem propondo a criação do Dia Mundial da Paz, a ser festejado no dia 1º de janeiro de cada ano. O papa não queria que a comemoração se restringisse apenas aos católicos.

Para ele, a verdadeira celebração da paz só estaria completa se envolvesse todos os homens, não importando a religião. “A proposta de dedicar à paz o primeiro dia do novo ano não tem a pretensão de ser qualificada como exclusivamente nossa, religiosa ou católica. Antes, seria para desejar que ela encontrasse a adesão de todos os verdadeiros amigos da paz”, dizia em sua mensagem. No texto, expressava seu desejo de que esta iniciativa ganhasse adesão ao redor do mundo com “caráter sincero e forte de uma humanidade consciente e liberta dos seus tristes e fatais conflitos bélicos, que quer dar à história do mundo um futuro mais feliz, ordenado e civil”.

Postal norte-americano de 1907

Postal norte-americano de 1907

O Dia da Confraternização Universal, também denominado Dia da Paz Mundial, é para ser celebrado pelos “verdadeiros amigos da Paz”, independente de credo, etnia, posição social ou econômica. O primeiro dia de cada ano, portanto, tem sido reservado à reflexão de como queremos que o mundo seja nos próximos 365 dias. Todos temos de fazer a nossa parte, esquecendo inimizades, reatando relações familiares, abraçando nossos parentes e amigos, dar um telefonema aquele amigo distante, visitando alguém doente, enfim, confraternizar em todo o sentido da palavra.

José Carlos Daltozo | Jornalista – MTb32709 – SP

Jornalista e historiador, com 10 livros publicados.
Fotos: Coleção J.C Daltozo

Postal polones de 1942

Postal polones de 1942