A IMPORTÂNCIA DA LAVAGEM NASAL EM CRIANÇAS

A lavagem nasal adequada e regular, previne de 30 a 50% dos problemas respiratórios nas crianças!

Estudos comprovam que a lavagem nasal adequada e regular, previne 30 a 50% dos problemas respiratórios nas crianças.

É um hábito saudável, que contribui para o melhor funcionamento do nosso aparelho respiratório. Pode remover secreções, crostas, poluentes e alergenos, além de hidratar a mucosa, tornando-a mais saudável.

– A lavagem nasal pode ser feita desde o nascimento do bebê.
– Nos bebês que não estão resfriados, um pequeno volume de solução salina pode ser utilizado (1 ml) e a lavagem não precisa ser repetida várias vezes ao dia.
– Para hidratação da mucosa, apenas 2 vezes ao dia já é suficiente.
– Durante as infecções respiratórias, com congestão nasal e secreção, a lavagem deverá ser realizada com maior frequência, conforme orientação do Pediatra.
– Nos dias mais secos, a lavagem nasal e o uso do umidifi cador em conjunto, tornam-se uma boa opção.
– O umidificador serve para aumentar a umidade relativa do ar, em um ambiente fechado, auxiliando a respiração.

ATENÇÃO: O uso excessivo do umidificador, mesmo em dias mais úmidos, aumenta muito a umidade do ambiente é propicia o crescimento de fungos.

– A solução indicada para a lavagem nasal de bebês e crianças é composta por SORO FISIOLÓGICO a 0,9% ou solução salina fisiológica.
– Grande parte destas soluções não contém conservantes e algumas possuem o cloridrato de benzalcônio (que é um conservante); independente do conservante, ambas são seguras para o uso pediátrico.
– A quantidade de sódio presente, mesmo nas soluções hipertônicas (a 3%), não são relevantes e são muito pouco absorvidas para o organismo.

A forma de aplicar é variável:

Gotas nasais: são aplicadas com o conta-gotas;
Jato contínuo: pode ser aplicado em qualquer posição (criança deitada ou sentada);
Spray nasal: para ser aplicado com a criança em posição vertical (sentada);
Através de seringas: quando você compra um frasco de soro fisiológico. Após aberto, este frasco deverá ser mantido em geladeira.

– É importante distinguir a solução salina pura e sem conservantes (Ex.: Sorine infantil), daquela que é usada como descongestionante pelos adultos (Ex: Sorine para adultos).
– A solução deverá ser utilizada em temperatura ambiente ou levemente aquecida. – Soluções quentes ou geladas podem causar irritação e lesão na mucosa do nariz.
– A limpeza da cavidade nasal das crianças deverá ser feita apenas nas partes mais externas, e nem sempre é necessário o cotonete. – Os bebês com obstrução nasal, se beneficiam muito da lavagem antes das mamadas, facilitando a respiração nasal e evitando engasgos e aspiração de leite.
– A inalação poderá substituir a lavagem nasal, quando o objetivo for a hidratação da mucosa e a fluidificação das secreções. – Em caso de nariz obstruído e com muita secreção, é melhor a lavagem nasal.

Dra Karlidy Morais Azevedo

Dra Karlidy Morais Azevedo

Karlidy Morais Azevedo
é médica pediatra intensivista (CRM: 96433).
Rua Prefeito Fábio Prado, 508.
Tel.: 97685-7583